A casa modernista da rua Itápolis. Gregori Warchavchik

Ao traçar esta planta, o arquiteto procurou resolver de maneira mais estética possível um problema funcional e econômico. Suas pesquisas resultaram nesta “Casa Modernista”,que foi mostrada a São Paulo em 1980. Alterando a tradição, eliminou os corredores, aproveitando o espaço. A planta da casa pequena e extremamente econômica foi adotada, em sua linha básica, e passou a ser utilizada na arquitetura paulistana. Um nôvo tipo de arquitetura nascera.



Anúncios
Esse post foi publicado em Arquitetura de São Paulo, Movimento Moderno. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s