Casa de fim de semana

Arquiteto Carlos Frederico Ferreira

Nova Friburgo. Rio de Janeiro 1949.

Publicado no ivro Arquitetura Moderna no Brasil.

MINDLIN, Henrique E. Arquitetura Moderna no Brasil.Rio de Janeiro: Aeroplano Editora/IPHAN. 2000. P. 54-55.

Construída com uma técnica […] rudimentar, esta charmosa casa custou menos que o preço de um carro popular. Aqui, adotou-se o sistema de pau-a-pique, ainda muito comum no interior do Brasil, no qual a estrutura em madeira, incluindo suas ramificações, é simplesmente recoberta com argila, sem uso de qualquer outro tipo de liga.

O telhado se apóia nas paredes, exceto no living, onde é sustentado por uma estrutura independente de postes de madeira permitindo uma maior liberdade no tratamento da fachada. O teto, originalmente em sapê, foi substituído mais tarde por telhas coloniais. As cores usadas nas fachadas combinam branco de caiação com amarelo, azul colonial tradicional e cores naturais de pedra cinza e madeira (apenas impregnada com um verniz protetor incolor).

A casa em construção.

Fotos recentes da casa gentilmente cedidas por seu atual proprietário, Sr. Luiz Fernando Sampaio. 

Anúncios
Esse post foi publicado em Escola carioca, Movimento Moderno. Bookmark o link permanente.

4 respostas para Casa de fim de semana

  1. LUIZ FERNANDO disse:

    Só para informação a referida primitiva casa da serra, construída pelo arquiteto Carlos Frederico Federreira, atualmente mantém todas as carcterísticas de sua construção e está em excelente estado de conservação. Sou o atual proprietário e pretendo manter sua originalidade.

  2. Babinski disse:

    Ficamos muitos felizes, de revermos este projeto o qual tivemos o previlegio de conhecer,
    mais que isso, lembrar do Dr. Carlos, Dona Edith e Cleia. Aprendemos muito com eles, e vao estar sempre presente em nossa vida.

  3. valdir da silva pinto disse:

    Passamos três dias maravilhosos hospedados nesta casa atualmente dos nossos sobrinhos Denize e Luis Fernando.
    O mais importante é que a construção está ainda como originalmente foi concebida e o entorno da mesma continua intocado.

  4. José Artur Frota disse:

    Surpreendeu-me encontrar os dados sobre esta casa, muito simpática e o zelo de seu atual proprietário. Estou escrevendo um artigo para o DOCOMOMO SUL, que trata da preservação do patrimônio moderno, e lembrava de ter, em minha tese doutoral, defendida em 1997 em Barcelona, ter feito referência a esta bela interpretação… quase primitiva, em seus materiais, de uma arquitetura moderna. Parabéns aos sensiveis proprietários.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s