Casa Tropical

Casa Tropical

Casa Tropicas nicolshiati1258

Casa Tropical - Cópia

Casa de Férias em Mundaú, Ceará.2008.

Arquitetos Vasco Correia e Patrícia Sousa Camarim Arquitetos[1]

Memorial descritivo

Os clientes queriam uma casa de férias com 3 quartos, que oferecesse amplas possibilidades de contato com a natureza. Os arquitetos substituíram a solução convencional em arquitetura doméstica – um volume compacto com circulação interior – por uma galeria perimetral que envolve os 3 pisos da casa, e que corresponde a 50% da área total. Criaram-se formas abertas para que a terra, o sol e a sombra, os coqueiros e outras árvores, as dunas e o mar, completassem o desenho da casa, sugerindo uma experiência condensada e sensual da natureza próxima e distante.

Casa Tropical nicolshiati1465

2º Piso. Galeria envolvendo os dormitórios.

Casa tropical nicolshiati1281

2º Piso. Banheiro.

Casa Tropical nicolshiati1553

3º Piso. Cozinha aberta

Casa tropical nicolshiati1539

3º Piso. Estar.

casatropical01a

Situação

casatropical02

Implantação

casa tropical plantaS

3 pisos: 3 paisagens

Os 3 pisos da casa são totalmente distintos no uso e na abordagem à natureza.

No primeiro piso, ao nível da rua, fica  a cavaleiro no terreno. Dois volumes que abrigam funções auxiliares deixam um vazio de permanência, com ampla vista sobre o jardim, sob a sombra da casa. A frescura é sublinhada pelo cimento polido do pavimento e do teto. No segundo piso, os quartos são acessados pela galeria, envolvida numa pele de ripas de madeira que oferece privacidade, vistas, ventilação e sombra, e é tratada como um ornamento vivo. As paredes têm a rugosidade da alvenaria artesanal, pintadas a branco-gelo. No terceiro piso está a sala: é uma casa nas árvores, uma casa de madeira sobre a casa de concreto. A abertura do telhado cria vãos envidraçados de 3,20 m de altura, diluindo os coqueiros, as dunas e o mar no interior de planta livre.

casatropical06corte

Construção

No lugar desta casa existia outra, de construção frágil, mas com uma estrutura racional. A nova casa partiu deste esqueleto, que foi reforçado para suportar a casa de madeira em cima.

Os arquitetos buscaram garantir a consistência do discurso arquitetônico desenhando tudo, desde portas até as luminárias. A dificuldade de acesso a Mundaú levou-os além da arquitetura: desenharam  estrutura, infra-estruturas, e assumiram a empreitada geral da obra, com 490 m² de área coberta, concuída em 7 meses. Afora trabalhos especializados como a montagem dos vidros ou a instalação das cozinhas, a construção foi realizada por pedreiros e carpinteiros locais, com experiência de várias gerações nos materiais e técnicas autóctones, e com auxílio de poucas ferramentas mecânicas: é uma construção feita com as mãos. A sobreposição de estruturas independentes, o telhado invertido em suspensão, a dimensão dos panos de vidro, são características inéditas na tipologia doméstica da região.

Paisagismo

Casa Tropical nicolshiati1124

Operações paisagísticas elementares transformaram um terreno agrícola num jardim tropical. Selecionaram-se árvores e limpou-se o terreno, deixando a areia branca à superfície. Os canais de rega paralelos, que compartimentavam o terreno, foram redesenhados como grandes diagonais cruzando o jardim.  Áreas irregulares foram pavimentadas com lajotas de granito ligando a casa a pontos notáveis do jardim: uma latada [2] de maracujá para refeições ao ar livre, um acesso à rua sob um cajueiro velho que estende uma sombra generosa nas tardes quentes, um recanto verdejante escondido da casa. Para o muro, os arquitetos confeccionaram painéis perfurados de concreto pré-moldado que criam texturas de luz e sombra a partir da folhagem próxima, e deixam entrever o jardim de uma forma diáfana e circunscrita. O vento atravessa o muro e agita a água dos canais e as folhas das árvores, criando um microclima confortável durante a estação seca.

A galeria é um dispositivo de arrefecimento passivo: protege os interiores do sol tropical deixando-os permeáveis ao vento da serra. A pele de madeira que envolve os quartos filtra o sol rasante, protege a intimidade e enquadra vistas particulares.

Estratégia energética

Geramos eletricidade a partir do sol e do vento, intensos na região. A água potável, escassa, é captada pelo telhado ou pelo furo artesiano, é filtrada, armazenada e pressurizada mecanicamente até a torneira. As redes eléctrica, hidráulica, de gás e de telecomunicações circulam em dois núcleos verticais que partem de uma galeria técnica e são acessíveis desde os espaços servidos – 5 casas de banho e 2 cozinhas – para manutenção. Na ausência de rede de esgotos municipal, concebemos uma fossa séptica com filtro anaeróbio super-eficiente, com capacidade de depuração de 90% do efluente. A estratégia energética e racionalidade infra-estrutural da casa não têm precedentes na região.

casatropical09diagrama2

NOTAS

[1] A empresa Camarim Arquitectos foi fundada em 2007, em Lisboa, pelos arquitetos Vasco Correia e  Patricia Souza. Veja os dados dos autores no link http://www.camarim.pt .

[2] Cobertura improvisada (em geral de folhas de coqueiro) para abrigar alguém ou alguma coisa. (Bras. Norte e  Nordeste).


Correspondencia com os Arquitetos

Casas Brasileiras para Camarim Arquitectos (13 jul 2012)

Solicito sua autorização para publicar a Casa Tropical em meu blog “casasbrasileiras.wordpress.com“. Trata-se de um blog paradidático, sem intenções lucrativas. No blog os senhores poderão ter maiores informações sobre mim e sobre o proprio blog. Muito grato. Silvio Colin.

Resposta

Caro Silvio Colin,

Obrigado pelo seu interesse – temos todo o gosto em que a Casa Tropical apareça no seu blog.

É uma casa muito especial para nós – por causa dela acabámos passando quase 1 ano no Brasil. Já lá vão uns 3 anos e temos umas saudades…da cultura e da “descomplicação” burocrática – os mecanismos de controlo urbanístico são muito pesados aqui, tudo leva uma eternidade para ser aprovado…por isso agradecemos a publicidade – quem sabe se nos traz uma nova oportunidade de construir no Brasil.

Cumprimentos e até breve,

Vasco Matias Correia
Arquitecto
Camarim Arquitectos

Rua da Madalena 80, 1100-322 Lisboa |

+351 934356314 | vmc@camarim.pt | http://www.camarim.pt


Vinheta Coisas da Arquitetura

Anúncios
Esse post foi publicado em Arquitetura no Nordeste, Arquitetura recente, Arquitetura Sustentável e marcado , , , , , . Guardar link permanente.

Uma resposta para Casa Tropical

  1. vagner roberto de andrade disse:

    E com certeza essa forçada permanencia leve a uma agradável e contraditória vivência dentro dessa nossa terra,Abraços

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s